(No title) 6 de maio de 2015 – Publicado em: Blog

Na verdade qualquer ser humano que esteja encarnado está sujeito às leis do karma, ou melhor, nasce para conquistar mais aprendizado, mais maturidade. O conceito de karma inclui os caminhos que nos levam a essa conquista e os desafios ou testes que encontramos durante esse caminho. Esses obstáculos que enfrentamos durante a vida servem justamente como meios para adquirir a sabedoria e consequentemente a maturidade. Por isso repetimos os tais padrões, que são aquelas situações complicadas que se repetem até conseguirmos agir com maturidade diante delas. E assim vamos ganhando mais experiência. Essa é a razão de estarmos aqui nos manifestando nesta dimensão terrestre.

Os Índigos e os Cristais são seres humanos mais “velhos” em escala de maturidade, mas isso não quer dizer que já superaram os ensinamentos deste planeta. Pelo contrário, como eles têm mais ferramentas, muitas vezes as dificuldades que enfrentam aqui são até maiores do que os seus irmãos mais “jovens” (a maioria dos seres humanos).

Esses seres diferenciados possuem mais maturidade do que a maioria das pessoas encarnadas neste planeta, por isso eles têm mais condições de resolver essas questões mundanas, apenas isso.
Em contrapartida eles sofrem bem mais do que a maioria dos seres humanos porque possuem muito mais consciência (enxergam com mais clareza), possuem mais sensibilidade (por isso seus corpos podem manifestar tantos sintomas e o seu psicológico é mais sensível e complexo também).

Todas as pessoas (sem exceção) encarnam nesta dimensão material com a intenção de sair daqui melhor do que chegou espiritualmente falando (ambição espiritual). Mas a maioria que não está ainda consciente disso, processo esse denominado de despertar, buscam ferramentas não adequadas ou fazem mal uso dos recursos quando eles aparecem. Por isso todos podem, por exemplo, nascer Índigo e se tornar Cristal no decorrer da vida. Hoje em dia existe muito mais chance desse fato acontecer.

Essa estória dos Índigos e Cristais terem vindo para cá para ensinar não é um raciocínio direto muito correto, mas esse fato acaba acontecendo pelo simples fato deles já possuírem mais conhecimento e sabedoria.

Eu somente confio na radiestesia para confirmar se uma pessoa é Índigo ou Cristal. Através das características fica muito vago. Fazendo um paralelo com um sintoma comum do corpo físico, os sintomas de pressão arterial baixa e alta são quase os mesmos, por isso temos que medir a pressão.

Não existe profissão certa para nenhum ser humano. Todos podem escolher qualquer tipo de trabalho desde que esse seja uma ferramenta adequada para a sua evolução. Muitos seres multidimensionais (mais conscientes) acabam preferindo trabalhos mais humanitários, onde possam expressar a sua sensibilidade com mais naturalidade e também é muito comum eles preferirem trabalhos não muito convencionais (não ligados às instituições ortodoxas), principalmente depois que despertam, isto é, depois que confirmam a sua natureza.

« (No title)
Mediunidade »