Assim na terra como no céu… 31 de janeiro de 2011 – Publicado em: Blog

Essa expressão reflete o respeito absoluto pela nossa dualidade. Vivemos basicamente em uma realidade dual, a qual nos permite a estrutura necessária para nos manifestarmos em todas as outras dimensões mais sutis. A chave para uma vida mais saudável e plena de facilitações é a harmonia entre esses dois opostos complementares: o denso e o sutil, a matéria e o espírito, a mente e a emoção, medicamento alopático e medicamento homeopático, raciocínio sintomático e holístico, enfim, o céu e a terra.

Vivenciar esses dois aspectos de uma forma equilibrada, temperada, sem conflitos, sem valorizar mais um lado do que o outro é a mais literal forma de respeito que podemos manifestar. Seguindo essa conduta teremos muito mais facilidade de conquistar nossos objetivos, desde o acesso a todos os recursos necessários para cumprir nossas propostas até as mais sublimes realizações.
Buda já dizia que tudo e todos os seres viventes são importantes nesse planeta. Mas tudo depende da intenção, destrutiva ou saudável. Tudo depende da forma que está sendo utilizado. O exemplo mais simples é a força da palavra que pode servir para estimular positivamente ou para desanimar, paralisando um processo em andamento ou uma idéia em potencial.
A união faz a força!

« Gluten (incluindo receita de bolo sem farinha de trigo)
Os pequenos são os melhores! »