ENTRE O EGO E A ALMA 21 de junho de 2011 – Publicado em: Blog

Enquanto pensamos que a morte é o que
mais separa as pessoas, o EGO desde
sempre, vem fazendo esse “serviço” muito
mais do que ela.
Não há nada que vença o EGO em termos
de separações!
E como é que ele age?

No casamento e nas relações amorosas:
em nome da “incompatibilidade de
gênios”, homens e mulheres se separam,
sem darem chance à flexibilidade que faria
com que ambos – de comum acordo –
cedessem um pouco.
Não! Para o EGO não tem acordo quando
se trata de ceder.
Seria “rebaixar-se! Ele só entende assim.

Nas amizades:
uma atitude ou palavra mal colocada são,
muitas vezes, suficientes para que amigos
se separem, deixando cair no
esquecimento as tantas coisas boas que
fizeram brotar uma tão valiosa amizade.
Não! O EGO não admite erros nem pedidos
de perdão.
Seria abrir mão da punição! Ele só entende
assim.

Nas famílias:
tantos pais, irmãos e filhos se separam, só
pela necessidade de impor suas vontades,
de ver “quem manda aqui”, quem ganha a
condição de dono da última palavra. Na
maioria dos casos, numa reunião familiar,
e com um pouco de humildade todos
saberiam até onde ir e quando parar.
Não! O EGO quer deter o poder sobre tudo
e sobre todos.
Limites seriam um caso de obediência! Ele
só entende assim.

Nas carreiras:
pessoas escolhem seguir a mesma
carreira ou carreiras diferentes, e muitas
dessas pessoas gastam a melhor parte da
sua vida competindo, vigiando, farejando
os passos das outras, dada a precisão de
ser “a melhor”.
A consciência de que “o sol nasce para
todos” faria isso parar.
Não! O EGO quer ganhar sempre, custe o
que custar.
Aceitar vitórias alheias seria fracassar! Ele
só entende assim.

Em toda situação conflitiva que determina
separações o EGO se faz presente e
sempre quer ganhar.

É nos carros, em brincadeiras
desnecessárias; é no trabalho, em críticas
contra colegas; é nas escolas, em
exibições de notas; é nas guerras, onde
ganhar é questão de vida ou morte; é na
vizinhança, em encrencas vulgares, e
assim por diante…Infinitamente…

Pense em algo similar, não citado aqui, e
você notará que nele também está a
ditadura do EGO.

Basta que o caso lembrado seja capaz de
separar pessoas.

Não!
Não é a morte o que mais promove essas
apartações!
É o EGO, o filho predileto do orgulho!

Sua ALMA e seu EGO ocupam o mesmo
“castelo”.
Deixe que sua ALMA seja a rainha vitalícia
do lugar!
Ela é aquela parte sua que deseja Paz e
Reconciliações.

O EGO é o mal dentro de você.
Dê-lhe um “cala-boca” bem dado.
Assim – e só assim – a Vida lhe abrirá as
portas da verdadeira e perene Felicidade.

Texto: Sílvia Schmidt

« Gratidão eterna
Muitas vezes a ignorância é uma benção… »