O que esta por trás da Máscara 7 de março de 2012 – Publicado em: Blog

Nesta semana ocorrerá a festividade de Purim, uma conexão aonde nos fantasiamos e celebramos.
Por que a fantasia?
Porque desta forma estaremos admitindo a existência do ego e expondo-o simbolicamente como uma fantasia, ao invés de protegê-lo e ocultá-lo.

Durante uma festa a fantasia, todos nós sabemos que cada um não é aquilo que finge ser.
Mas na vida, quando alguém nos aborrece, não reconhecemos que se trata de uma fantasia – ou seja, o ego, o oponente interno (uma força negativa de separação) – é que está estimulando o indivíduo.
Raramente reconhecemos as fantasias usadas pelos nossos inimigos, nossos amigos e por nós mesmos.
Por isso levamos tudo muito para o lado pessoal na vida.
Por isso é que julgamos os outros tão duramente.
Não enxergamos que trata-se do oponente interno incitando nosso comportamento, bem como o do nosso desafiante e, assim, continuamos a discutir, brigar e adicionar mais escuridão ao mundo.
Se ao menos pudéssemos ver a mão do oponente influenciando as ações de todos os que brigam entre si, ajudaríamos nossos inimigos e os amaríamos incondicionalmente.

Vamos começar a reconhecer que somos muito mais do que aquilo que aparentamos ser.
Vamos começar a encontrar a coragem para remover nossas máscaras.
Vamos começar a enxergar a verdadeira beleza interna e externa, para que o mundo possa começar a se curar

Por: Yehuda Berg

« Propriedades Terapêuticas do Gengibre
Estar atento. »