Siga o seu coração 13 de fevereiro de 2012 – Publicado em: Blog

Muitas pessoas não conseguem realmente compreender na alma o verdadeiro significado dessa expressão. Por isso aqui vão alguns breves esclarecimentos e algumas dicas para você errar cada vez menos em suas escolhas e opções. Recentemente neurofisiologistas ficaram surpresos ao descobrirem que o coração é mais um órgão de inteligência, do que (meramente) a estação principal de bombeamento do corpo. Mais da metade do coração é na verdade composto de neurônios da mesma natureza daqueles que compõem o sistema cerebral. Joseph Chilton Pearce, autor de A biologia da Transcendência, denomina o coração de: ”A sede da nossa maior inteligência.” O coração também é a fonte de maior força no campo eletromagnético do corpo. Quando ficamos quietos para acessar o que temos em nossos corações, nós estamos literalmente nos conectando à fonte ilimitada de Sabedoria do Universo, permitindo naturalmente atrair para a nossa vida tudo e todos que nos fazem bem e que chegam para acrescentar. Quando desconectamos e nos desligamos da sabedoria inata de amor do coração, baseando nossas ações e escolhas apenas nos pensamentos (crenças), o intelecto refletido no ego assume o controle e opera independentemente do coração, e nós voltamos para uma mentalidade de sobrevivência baseada no medo, ganância, poder e controle. Desta forma, passamos a acreditar que estamos separados, a nossa percepção de vida muda para uma limitação e escassez, e temos que lutar de uma forma desgastante e muitas vezes inútil para sobreviver. Esse órgão incrível, que muitas vezes ignoramos, negligenciamos e isolamos através de muros ao seu redor, é justamente onde podemos encontrar a nossa força, a nossa fé, a nossa coragem e a nossa compaixão. Permita que apenas esses nobres sentimentos se tornem o guia de sua vida. Devemos agora retirar as engrenagens mentais baseadas no medo e na culpa que temos sido ensinados a acreditar como realidade absoluta, e nos movermos para viver centrados no coração. Ao ouvir a expressão: “Siga o seu coração”, entenda: “Siga o seu desejo”. Quando somos honestos e verdadeiros para consigo mesmos podemos sentir os verdadeiros desejos, as reais necessidades daquele momento e então só nos cabe respeitar e seguir as diretrizes. Felicidade é um estado que podemos vivenciar cada vez com mais frequência. As tragédias somente acontecem porque permitimos ainda viver em um mundo onde cabe essa realidade. Entregue-se ao seu verdadeiro desejo, à voz do coração. Acredite que você só semeia o bem, então só pode colher o bem. Não seja tão perfeccionista. Se permita ser feliz e pleno!

« Saturno retrógrado
NOSSOS MEDOS (Autor: Nelson Mandela) »